Nômade digital: efeitos sobre a produtividade

Eu e a Pati nos tornamos nômades digitais há uns dois anos. Desde então, estivemos em dezenas de cidades e países mundo afora. Mas, não se trata apenas de lazer. De fato, nós estamos trabalhando a maior parte do tempo, de onde quer que estejamos.

Trabalhar enquanto a gente viaja é bastante desafiador. Mas, só recentemente me dei conta de que é tão desafiador quanto antes. Nem pior, nem melhor. É basicamente o mesmo problema. Um tanto contraintuitivo, não é?

Quando eu tinha uma casa e um home office bacana, já era um tremendo esforço para conseguir finalizar algum trabalho. Eu trabalhava muito e estava sempre ocupado. Mas, produzir resultados significativos e chegar mais próximo de atingir meus objetivos era outra história, completamente diferente. É mais fácil se manter ocupado do que progredir.

Sempre tive muitas listas de tarefas, cada uma delas com zilhões de itens. Tantas coisas, de fato, que ficava difícil escolher. Quais as tarefas mais importantes para executar hoje? Essa semana? Esse mês?

Eventualmente escolhia alguma coisa, mas meus dias sempre eram preenchidos com todo tipo de distração. A propósito, as distrações são tantas atualmente e tão viciantes, que fica até difícil de acreditar que é possível produzir alguma coisa útil. Tenho que admitir que email, Facebook, Twitter, Pintrest, sites de notícias, só para ficar em algumas, tomam muito tempo. Tento lutar contra elas tanto quanto possível, mas elas sempre voltam e continuam me sugando. E poderia ser pior. Eu não assisto TV. Nunca! Imagina se assistisse. 

Quando estava no meu home office, outras distrações mundanas também tiravam um bom tempo. Algumas coisas realmente precisavam ser feitas e tomavam tempo que eu preferia estar dedicando ao trabalho. Mas, muitas outras poderiam ser evitadas.

Notei que nas viagens o padrão mudou, mas os resultados continuaram os mesmos. Ao invés de lidar com distrações triviais, eu precisava agir sobre questões bastante sérias diariamente. Por exemplo, onde vamos passar a noite hoje? Como fazemos para ir do aeroporto para o apartamento temporário quando chegarmos na outra cidade amanhã? A propósito, qual o melhor lugar para ficar nessa próxima cidade? Que país vamos visitar mês que vem?

Quando o assunto é viagem, Pati e eu temos responsabilidades bem claras. Ela tira as fotos, eu organizo a viagem. Portanto, cabe a mim fazer toda a pesquisa e decidir um monte de coisas todo dia. É um bocado de trabalho e toma tempo.

Então, assim como antes, não consigo ser tão produtivo com meu trabalho quanto gostaria. Costumava ser por conta de distrações triviais. Agora é por conta de necessidades muito mais básicas. Mas, no que se refere ao trabalho, o resultado final é o mesmo. Consigo entregar menos do que gostaria de admitir.

Venho pensando muito sobre isso ultimamente e agora tenho uma teoria. Acho que há uma forma de resolver essa questão e produzir mais usando uma ideia um tanto contraintuitiva. E se eu escolhesse dedicar meu dia a executar uma e apenas uma tarefa e efetivamente finalizá-la em um dia, independente do que acontecesse ao longo do dia? 

Comments